Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2017

E existe a depressão pós-intercâmbio?

Há um tempo que eu venho pensando no melhor momento de compartilhar aquilo que mais frustra viajantes, a depressão pós-viagem e, eu não foi poupado. Quando estava indo para o intercâmbio acreditei que o que eu sentia seria para sempre, nunca passaria e que a cada dia meus devaneios seriam mais e mais fortes até que em algum momento eu poderia voltar para o Brasil e passar horas e horas mostrando minhas fotos para meus amigos e compartilhando minhas experiências. De fato, parte disso aconteceu. Eu vivenciei coisas incríveis, chorei, sorri, falei, cantei, comi, dancei... Enfim, fiz de tudo e, lembrar que no começo tive um medo insuportável de partir por acreditar que não iria conseguir me virar em solo estrangeiro. Aos poucos as horas foram se tornando dias, os dias meses e lá se foram os dez meses que iria ficar abroad. Não sei nem como descrever a intensidade das relações que obtive, não sei nem ao menos falar o motivo pelo qual me senti tão cidadão de uma terra que nunca fora minha, mas…

E se você pudesse voltar no tempo? A viagem da vida

E se você pudesse voltar no tempo? Sabe quando acontece alguma coisa por desleixo nosso e nós desejamos mais que tudo voltar no tempo, então, se você pudesse voltaria? Quantas vezes escolhemos um destino que ao chegar lá não foi tudo aquilo, ou compramos um souvenir que no final achamos um preço mais barato, perdemos o nosso voo, gastamos dinheiro de mais por bobeira ou até mesmo esquecemos nossos pertences em algum lugar. Todas essas situações nos batem aquele arrependimento, não é mesmo? Mas, vamos interpretar de outra forma. Imagine que a vida seja uma grande viagem, você escolhe os destinos (caminhos) e, algumas vezes os destinos (caminhos) não são lá tão prazerosos e nos arrependemos disso... Seja por escolher uma carreira, seja por trilhar um sucesso profissional de maneiras não convencionais ou por se casar cedo de mais e etc. Agora imagine que o souvenir caro seja uma pessoa que nos decepcionou. Muitas vezes supervalorizamos pessoas que não valem tudo o que dizem que valem e, que…

7 Dicas para viajar sozinho

Viajar sozinho para alguns pode parecer ruim, para outros pode parecer fantástico e para muitos um tanto quanto solitário. Mas, no entanto, sempre tem a primeira vez para tudo! Assim, se você vai ser um viajante solitário, segue essas dicas:

1º Escolha Hospedagens Compartilhadas Pessoas viajam sozinhas por vários motivos, mas se o seu é fazer amigos, aposte nessa opção. Pois tem muita gente (muita mesmo), que viaja sozinha e, está procurando por amigos. Além disso, nas hospedagens compartilhadas (hostels, Airbnb, couchsurfing) você pode conhecer novas culturas, línguas, países e muito mais. Eu particularmente quando viajei sozinho sempre encontrei grupo de pessoas, ou viajantes solitários, os quais me relacionei e minha “viagem solitária” se tornou um intercambio de ideias.
2º Use e abuse das comunidades do Facebook Eu gosto de viajar sozinho e falar com os locais, pessoas que vivem na cidade e, assim, aprender um pouco mais. Ai, sabe aquelas comunidades: “brasileiros em Londres”, “brasil…

Os 6 fatores básicos para ter uma boa experiência usando Airbnb

Num artigo anterior, discursei sobre as minhas experiências com Airbnb e os motivos iniciais da criação do Airbnb (que pode ser acessado aqui). Agora vou dar algumas dicas de como conseguir desconto, diminuir dor de cabeça e ter uma experiência legal nesse novo jeito de hospedar. Primeira pergunta usar Airbnb, vale apena? Então, depende muito. Existem alguns fatores que devem ser elencados: Numero de Pessoas, Localização da Propriedade, Qualidade da Propriedade, Periodo de Compra, Cidade/Estado e País e tempo de estadia. Falemos do Numero de Pessoas, as propriedades atribuem diferentes preços para o numero de pessoas, pois geralmente não se reserva uma cama, mais sim, um quarto ou o apartamento completo. Assim, se esta viajando sozinho, os preços no Airbnb podem estar mais salgados do que nos hostels, além disso, se você viaja com grupos grandes, de 6 ou mais pessoas, você poderá encontrar problemas em buscar propriedades que aceitem esse contingente em alguns destinos. Já sobre a Locali…

Paris, Barcelona, Frankfurt, Copenhague e Veneza: Os horrores e amores no Airbnb

Os modelos de hospedagem evoluíram muito nos últimos anos, mas em contrapartida, os serviços sofreram uma grande decadência.  Vivemos a ascensão dos hostels, que alteram os modos de se hospedar e se servir. Depois tivemos o “boom” das hospedagens solidárias, como o couchsurfing, por exemplo.  E agora vivemos a era do Airbnb. Bom, deixem me contar minhas experiências: Eu usei o Airbnb em Paris, Barcelona, Frankfurt, Copenhague e Veneza, nesses 5 destinos tive experiências engrandecedoras e desanimadoras. Primeiro, vou lhe explicar por qual motivo o Airbnb nasceu. A ideia surgiu em ofertar as famílias que possuíam um quartinho vazio a possibilidade de aluga-lo e fazer aquela graninha para ajudar nas contas do mês. Em outro ponto, está o viajante, que consegue baratear os custos de viagem. Mas além desses dois princípios, existe a troca de experiências, base principal do couchsurfing. A troca de experiências permite que viajantes e locais troquem ideias, conselhos e experiências e criem u…

Viajar cansa? Sim ou claro?

Pessoas sempre falam que viajar é excelente e que se tivessem oportunidade gostariam de passar a vida viajando... Mas, pera lá! Como estou de intercambio na Europa, sempre que posso opto por fazer viagens mais longas, pois assim economizo em passagens aéreas, aproveito mais os destinos e assim fico mais tempo viajando. Geralmente essas viagens passam de dez dias, a mais longa foi a minha de natal e ano novo 2016/2017. Fiquei uns 21 dias viajando, mas conheci Paris, Barcelona, Porto, Frankfurt, Berlim, Praga e Cracóvia. E o que aprendi nessas viagens é que viajar Cansa! Sim, você leu correto, não reprima as pessoas que dizem: - Estou cansado de tanto viajar! Viajar cansa por diversos motivos, seja por você caminhar muitooo, não estou brincando, em media caminho 19 km por dia quando estou viajando, seja por dormir em camas de hostels, hotéis e Airbnb que não são lá aquelas coisas, seja por dormir no aeroporto (fiz isso em Bruxelas :) ), seja por gastar energia tentado entender um lugar que…

O tão sonhado Intercambio!

Sejamos sinceros, nem sempre acreditar nos trará aquilo o que queremos, é necessário fazer! Mas mesmo quando fazemos, fazemos e fazemos mais um pouco, acreditamos que nossas vitorias ainda levaram certo tempo ou até talvez não sejam alcançadas. Mas vamos direto ao assunto, o tão quisto intercambio. Para muitos é algo impensável, outros sonham com ele e já outros realizam todos os anos... No entanto, vamos falar somente dos sonhadores... Assim como eu e possivelmente você! Sempre sonhei em sair do meu país, no inicio não tinha um destino do coração, hoje tenho um, o qual ainda não consegui :( Lamentos a parte, não importava para onde, eu queria sair do Brasil, conhecer novas culturas, lugares, pessoas, cores, sabores, cheiros... Um novo mundo. Quando estava na Universidade, fiz de tudo para alcançar esse meu objetivo. Aprimorei meu curriculum, bem como publicando artigos, participando de empresas juniores, grupos de pesquisa, fiz iniciação cientifica e projetos extraclasse, tudo isso para…

Porto: Uma simpatia em forma de cidade

Há cidades e HÁ cidades (já falei isso dezenas de vezes), mas isso é bem real, pois algumas cidades são tão encantadoras que você deseja voltar mais e mais vezes. Por exemplo, a cidade do Porto, em Portugal. Tenho uma teoria, que a cada dia se confirma na Europa. Segundo minha teoria, as cidades mais divulgadas têm mais chances de nos decepcionarmos do que com cidades desconhecida. Direi-lhes o motivo, primeiro pelo fato de que quando se há muita divulgação criamos mais expectativas, que logo, dificilmente são atingidas.
Segundo, pois, cidades turísticas possuem muitos turistas, logo, você acaba tendo que desviar de tanta gente que não consegue tirar uma única foto. Porto, por sua vez, é um Hub internacional, muitos voos fazem conexão por lá, mas mesmo assim, com uma considerável divulgação, a cidade te encanta em cada viela. A cidade é grandinha, mas tem seu charme no centro histórico, como por exemplo, na Praça dos Aliados, o ponto de encontro principal. A arquitetura da cidade faz vo…

Ser protagonista é realmente necessário?

De o seu melhor, seja melhor, se mostre, seja diferente, se destaque, me orgulhe, se orgulhe, orgulhe sua família, nos orgulhe, represente, vença, corra, lute e ganhe! Pessoas amam dizer o que você deve, deveria e irá fazer, adoram palpitar sobre sua vida e quando isso se torna tão incessante você começa acreditar que você não está dando o melhor de si, que está falhando em certos aspectos que deveria deixar algumas coisas de lado e se dedicar mais em algumas outras coisas. Certa vez, ouvi uma frase “no mundo atual, todos querem ser protagonistas”, mas já parou para pensar se todos tornassem protagonistas? Já imaginou uma novela sem figurantes? Sem coadjuvantes? Sem contrarregras? Sem antagonistas? O problema principal não é todos serem protagonistas, mas sim, todos serem obrigados a se tornarem alguém. E nessa cobrança da sociedade por ser alguém, por se tornar em alguém, a cada dia pessoas esquecem de quem um dia elas foram. Pois a nossa vida é como uma caixa, devemos deixa-la aberta pa…

Cidades europeias: Dois lados da Moeda

A propaganda sempre foi e sempre será a alma do negócio. E quando falamos de turismo, estamos trabalhando com um grande negócio que movimenta milhões de dólares, euros, reais e qualquer outra moeda dia após dia. Em relação aos destinos turísticos, observamos massiva divulgação em diversos lugares, sejam nas novelas, rádios, banners, comerciais, vídeos e por aí vai. E claro, com o apogeu da internet, a divulgação ganhou novas proporções. Destinos se tornam marcas e são geridos como empresas, que oscilam em picos e em depressões. Destinos se fixam nas mentes dos consumidores, tais como Paris - a Cidade Luz, México - a terra da Tequila, Brotas - a terra da aventura, Joanópolis - a terra do Lobisomem, Espanha - pelas touradas - e muitos outros termos associativos. Porém, quando trabalhamos com o contexto local do panorama brasileiro, sabemos que muito que se vende é na realidade falsa propaganda, e como bons brasileiros sempre almejamos as belíssimas cidades europeias, sejam elas Paris, B…

Barcelona: andando com locais (Parte 1)

Sem sombras de dúvidas, é fácil dizer que há cidades e cidades na Europa; e Barcelona é A cidade! A belíssima capital da Catalunha, Barcelona, que é também terra de Gaudí, Miró, Botero e tantos outros famosos nomes que viveram e passaram por lá é, por supuesto, uma das melhores cidades que conheci na Europa! Saímos de Paris com destino a Barcelona no dia 22 de dezembro, nosso objetivo foi passar o Natal por lá. Em um voo bem apertadinho, da Ryanair, diga-se de passagem, muito barato, desembarcamos em El Prat Aeropuerto. Como tínhamos uma amiga lá, a tão amorosa Bia, ficamos mais tranquilos quanto a roteiro e coisas para se ver. Ao chegar nossa anfitriã nos esperava no desembarque e já começava a nos contar tudo que faríamos e para onde iríamos. Para sair do Aeroporto com o destino a cidade de Barcelona, tem vários caminhos, más o mais barato é pegar um Trem, o conhecido R2N (Norte), quem com um passe de metro você desembarca na cidade. Super recomento comprar o cartão T10 em Barcelona,…

Paris: muito além da Cidade Luz

Ah a cidade luz! A Paris da Torre Eiffel, do Arco do Triunfo, do Museu do Louvre, da Champs Elysee e de outros cartões postais. Também é uma cidade de contrastes! Chegamos a Paris, eu e mais duas amigas brasileiras, lá pelo dia 19 de dezembro de 2016. A cidade estava bem fria, afinal era inverno na Europa! Como pegamos Ryanair descemos em um Aeroporto um pouco afastado do centro, o famoso Aéroport de Beauvais, que fica há aproximadamente 1h e 15min do Port Maillot. Então chegamos ao aeroporto e pegamos o primeiro ônibus que saia (site do ônibus aqui). Mas detalhe, comprem antes, pois na hora é mais caro! Ai chegamos ao Port Maillot e fomos direto ao metro. Engraçado que quando você chega, não se sabe ao certo qual caminho a seguir, na duvida, segue a multidão! No metro compramos o T10, que são 10 tickets de viagem, que podem ser usados para ônibus, trem, metro e tram dentro de algumas zonas de Paris, que no caso contemplava a nossa. Mas não estávamos tão perto assim do centro de Paris, ba…