Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2016

Turismo, muito além de uma atividade

Não sei por que, mas não é a primeira vez que falo neste assunto. Acho engraçado o jeito que as pessoas tratam o turismo, em especial o papel do turismólogo na sociedade. De forma alguma escolhi o turismo, pois queria reconhecimento perante as outras carreiras. Mas, também não escolhi pensando que teria que ouvir tanta piada e tanta demonstração de não conhecimento desta profissão. E quando falo desconhecimento, isso é realmente interessante. Pois sempre escuto que turismólogo não é profissão, que o turismo é a apenas uma atividade que congrega restaurantes, hotéis e atrativos... Isso, quando alguém sabe disto e que existe um turismólogo. Enfim, não estou aqui para lhe contar o que faz um turismólogo, ate porque para essa questão já fiz ate vídeo. Eu penso que a desinformação não é o mal da sociedade, mas sim o sarcasmo, o egoísmo e o pensar que o que eu faço tem mais importância do que o que você faz. Se você não sabe o que é o turismólogo ou o que ele faz, tudo bem, pertencemos a uma …

Viena de incontáveis canções

O que a Europa tem de tão especial que cativa pessoas e faz que elas sonhem em conhecer cada canto deste continente? A resposta exta eu não tenho, mas posso dizer que esse continente é realmente incrível. Ontem eu e mais alguns amigos estivemos em Viena, a capital da Áustria. Como estamos em Budapeste realizando estudos, pegamos um trem para ir à cidade. De Budapeste a Viena é rápido, cerca de três horas de trem e o preço não é tão caro, dá para ir e voltar por menos de 30 euros. Mas como tínhamos outros afazeres optamos por ir e voltar no mesmo dia, então acordamos a 5 da manha e as 6:40 pegamos o primeiro trem. Pouco antes das 10 da manhã já estávamos desembarcando em Viena. A ida de trem foi uma atração à parte, seja pelas belas paisagens ou pelos lindos campos floridos que observamos. Mas a capital austríaca com certeza foi o que mais cativou nossos olhares. A Viena de incontáveis canções de Mozart e tantos outros músicos que por lá passaram tem muito mais do que belas músicas, a cidade…

Vamos falar de Turismo? Eleições

Na época das eleições muitos candidatos utilizam o turismo como objetos de sua campanha, seja discursando sobre o potencial turístico dos municípios ou o quanto o turismo poderá ser desenvolvido em seu mandato. No entanto, passa mandato entra mandato, sempre ouvimos os mesmos discursos e ainda continuamos vendo que o turismo sempre é utilizado como discurso eleitoral, mas na pratica, pouca coisa acontece. Acho mais engraçado é o modo como o qual os candidatos utilizam o turismo em seus discursos, frequentemente ouvimos: - Vamos capacitar à oferta turística; - Vamos trazer demanda para a nossa cidade; - Vamos melhorar o lazer da comunidade autóctone; - Vamos melhorar a infraestrutura de apoio ao turista... Na realidade se os candidatos utilizassem alguma dessas frases acima, possivelmente, este texto teria outro intuito. Pois, são raros os candidatos que realmente sabem de turismo e sabem como falar de turismo. Dias a trás lendo propostas de alguns candidatos eu li a seguinte frase “Explorar o…

A Montanha Russa chamada Intercambio!

São tantas palavras em minha mente, tantas histórias, tantas frases, imagens de lugares, expressões e tudo mais que três semanas em um novo país poderiam fazer com uma pessoa. Fico a pensar se posso absorver tudo que vejo, leio e escuto. Parece ser tanta coisa eu ao deitar minha cabeça no travesseiro á noite fico a pensar em tudo o que ocorreu durante o dia e, tenham certeza, não foi pouca coisa. As pessoas visualizam minhas fotos no Facebook ou no Instagram, imaginando que está tudo lindo, maravilhoso e divertido. Claro que está, pois aqui tudo é lindo, tudo é maravilhoso e as pessoas são diferentes. Mas até que ponto a diferença é boa? Até que ponto um novo país, uma nova vida deixa de ser novidade e começa a ser cotidiano? Pense que muitas vezes nos deixamos de nos impressionar, deixamos de nos encantar pelas pequenas coisas que vemos ao nosso redor. Meu amigo me disse uma vez: - Léo quando você for para fora do país você vai se tornar Patriota. Pois é, acredito que ainda não me transfo…

O Velho mundo se tornou o novo mundo

Nunca sei se os autores de artigos devem contar o que eles passam, mas como sou um autor de turismo e hotelaria, penso que minhas experiências podem ser triviais para passar meu conhecimento e desmoralizar paradigmas. Bom, como alguns sabem, estou vivendo um tempo aqui na Hungria, o país é lindo, tem culturas diferentes, pessoas diferentes e, sobretudo, hábitos completamente diferentes do que vivemos no Brasil. Minha função aqui não é desmoralizar nossa nação, até porque temos muitas coisas boas e coisas a melhorar em nosso país. Mas vamos falar sobre a Hungria e sobre a minha viagem que garanto que vocês terão outra visão. O Brasil é conhecido internacionalmente, agora pela Copa, pelas Olimpíadas e às vezes me falam do Samba e do Carnaval. Mas sim, nesses poucos dias que estou aqui, não teve uma pessoa que não me perguntou sobre estes dois eventos esportivos. A língua oficial da Hungria é o húngaro, e como dizia Chico Buarque "a única língua do mundo que, segundo as más línguas, …