Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2015

Lobisomem, mito e comércio- Caso Joanópolis/SP

O caso do sumiço do lobisomem da Estância Turística de Joanópolis/SP foi matéria em todos os meios de comunicação, todo mundo soube, gente do Paraná, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, enfim, o Brasil agora sabe da Capital do Lobisomem. Mito esse que auxilia a cativar os turistas e os envolve em um clima lúdico e curioso. Ao andar pelas ruas da pequena Joanópolis é possível ver vários desses lobisomens espalhados pelo comércio, um mais criativo do que o outro, que convidam os visitantes a tirar uma foto. O sumiço do lobisomem da entrada da cidade virou polemica e trouxe mais olhares para a cidade. Mas se torna intrigante analisar que a cidade só dispõe de alguns desses personagens espalhados pela cidade, lembranças no seu nome e quitutes em sua homenagem, mas o verdadeiro motivo para cidade ser conhecida assim poucos sabem. Talvez esse mito tenha sido bem explorado no passado, mas no contexto atual ele já perdeu força, ainda mais com o fechamento da Casa do Artesão. Se nem os p…

A Turistificação dos Destinos- O turismo como elemento mercadológico

Ao longo dos anos vimos às cidades com maior potencial turístico, se modificando para captar mais e mais turistas. Se transformando em virtude do dinheiro que esses turistas vão trazem, sem pensar, muitas vezes, no impacto que vem com esses turistas. Impactos que poderão ser sentidos com a vinda dos turistas, ou até mesmo esses impactos podem ser sentidos antes da vinda dos turistas. Exemplos claros disso é o Brasil, que durante as reformas e construções para Copa do Mundo FIFA de 2014, despovoou inúmeras áreas do entorno dos estádios, demoliu museus para construir estacionamentos, aumentou a especulação imobiliária e além de tudo elevou os preços. Outro exemplo bem claro e mais atual é a construção e reforma do Porto Maravilha no Rio de Janeiro, que por sua vez é a maior obra feita entre poder público e privado, e bem como as obras da Copa, essas obras também estão deixando famílias sem casa, impactando no transito, alterando o cotidiano dos moradores e, sobretudo alterando a cultura l…

Massificação Turística e Planejamento

Ao longo dos anos o papel dos turismólogos vem sendo mais evidente na sociedade contemporânea. Quando se analisa o turismo exacerbado, sem planejamento e massivo na faixa litorânea, afere-se a necessidade de um profissional que seja capaz de reorganizar e planejar essa realidade. O litoral no período de final de ano se torna um caos, ressalvam-se algumas praias da alta sociedade que possuem um profissional que organize a apropriação do espaço. Quando se menciona a apropriação do espaço podemos utilizar como exemplo a Praia Grande de Ubatuba, situada no estado de São Paulo. A praia é praticamente um típico local onde a organização não é predominante, uma vez que é possível visualizar uma massificação do número de turista, que acarretam no trânsito, filas nos mercados, bancos, lojas, açougues, barracas, bares e outros. Além disso, embalado pelo grande número de turistas, proporcionalmente aumenta o número dos famosos “camelos”, que procuram vender seus produtos e sobreviver a partir disso…

Parque do Japão- Maringá/PR

Em uma visita Técnica do curso de Bacharel em Turismo da Universidade Estadual Paulista- UNESP, Campus de Rosana, tivemos o privilégio de conhecer as instalações do Parque do Japão. Situado no Município de Maringá, no estado do Paraná, o Parque do Japão é um local encantador e muito receptivo. Segundo o site Oficial do Parque, a sua criação inicia-se com “O projeto do Parque do Japão Memorial Imin 100 - surgiu em 2006 com a finalidade de homenagear todos os imigrantes que se estabeleceram em Maringá, em especial os japoneses que, no ano de 2008 completou 100 anos de Brasil.” [...] O local é singular, não é possível encontrar no Brasil algum outro espaço com as mesmas características. Segundo o guia do Parque parte da Flora foi trazida do Japão, bem como os matérias de construção das instalações e em especial todas as mais de 100 carpas do Parque. Para ele o ato de trazer essas inúmeras coisas diretamente do Japão esta associada ao fato de que assim se traz um pedaço do país de origem de …