domingo, 25 de setembro de 2016

Viena de incontáveis canções

O que a Europa tem de tão especial que cativa pessoas e faz que elas sonhem em conhecer cada canto deste continente?
A resposta exta eu não tenho, mas posso dizer que esse continente é realmente incrível.
Ontem eu e mais alguns amigos estivemos em Viena, a capital da Áustria. Como estamos em Budapeste realizando estudos, pegamos um trem para ir à cidade.
De Budapeste a Viena é rápido, cerca de três horas de trem e o preço não é tão caro, dá para ir e voltar por menos de 30 euros.
Mas como tínhamos outros afazeres optamos por ir e voltar no mesmo dia, então acordamos a 5 da manha e as 6:40 pegamos o primeiro trem. Pouco antes das 10 da manhã já estávamos desembarcando em Viena.
A ida de trem foi uma atração à parte, seja pelas belas paisagens ou pelos lindos campos floridos que observamos. Mas a capital austríaca com certeza foi o que mais cativou nossos olhares.
A Viena de incontáveis canções de Mozart e tantos outros músicos que por lá passaram tem muito mais do que belas músicas, a cidade possui uma arquitetura muito bem cuidada, com prédios que preservam o passado e visam o futuro.
O centro da cidade é como voltar ao tempo, com passeios em carruagens os visitantes podem se sentir nos tempos medievais e admirar os belos monumentos e os incontáveis castelos e palácios espalhados pela cidade.
Fomos ao parque principal da cidade e tivemos a oportunidade de ver uma festa típica alemã e nos deixou ainda mais encantados por esta cidade.
Não posso dizer que a cidade é muito barata para se visitar, há preços de todos os gostos, suvenires de todos os tamanhos e gostos.
Pudemos ver muita coisa boa em Viena, mas sinto não poder contar a vocês os nomes dos lugares que visitamos, pois não só nem um pouco bom em alemão.... Mas deixo as fotos J
Visitamos igrejas, museus, castelos, operas, teatros e tudo mais que nossos olhos deslumbrados conseguiram captar.
Quanto ao povo de Viena, achei que é o povo mais caloroso da Europa. Pois prestigiamos doutores da Alegria, teatro e apresentações musicas na rua, free hugs, atendentes bem humorados e uma população alegre e sorridente.
Na volta pegamos um trem as 19h na estação e me senti no trem do Harry Potter, com suas cabines e corredores antigos.

A terra de Mozart, Gustav Klimt e muitos outros artistas e personagens pode nos encantar em cada olhar, som e sabor!