quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Nicarágua, um paraíso natural

ORIGEM DO NOME, Nicarágua
Bandeira Nicarágua
A origem do nome é incerta, já que o país não conta com um registro indígena, podendo-se recorrer somente às crônicas dos primeiros espanhóis. Nessas crônicas fala-se sobre o povo náhuatl que viviam entre o grande lago (chamado de Nicarágua posteriormente) e o Oceano Pacífico; a esta terra eles davam o nome de nic–atl-nahauc que significa "aqui junto a água".



LOCALIZAÇÃO
A Nicarágua é um país da América Central, limitado ao norte pelo Golfo de Fonseca (através do qual faz fronteira com El Salvador), Honduras, a leste pelo Mar das Caraíbas, através do qual faz fronteira com o território colombiano de San Andrés e Providencia, a sul com a Costa Rica e a oeste com o Oceano Pacífico. Sua capital é Manágua.
TOP 8 CURIOSIDADES
-1ª Que futebol que nada! O esporte mais popular da Nicarágua é o beisebol.
-2º A bebida típica é o pinolillo, uma bebida feita com milho, cacau, canela e outros ingredientes
- 3º No total, a Nicarágua possui nove grandes lagos. Não é sem motivos que é chamada de Terra dos Vulcões dos Lagos.
Ave, simbolo da Nicarágua
- 4º A maior parte da população nicaraguense é formada por mestiços de índios com brancos europeus (69%).
-5º Apesar de possuir uma área menor do que a de muitos estados brasileiros, a Nicarágua é rica em vulcões, cerca de 25 focos vulcânicos. Os mais conhecidos são o San Cristobal, o Telica, o Concepción, o Mombacho, San Jacinto e o Maderas.
- 6º A ave símbolo da Nicarágua é o Guardabarranco, um pequeno pássaro com duas penas na calda que lembram raquetes.
-7º O lago Cocibolca é também chamado de lago Nicarágua. É o segundo maior lago da América Latina, atrás apenas do lago andino Titicaca.
- 8º Nicarágua é o maior país da America Central.
- 9º A economia nicaraguense é predominantemente agrícola.
- 10 ºNa culinária, o prato típico é um prato feito em estilo de feijão com arroz.

TURISMO
O turismo na Nicarágua está crescendo e atualmente tem a segunda indústria mais bem sucedida da
nação.  A maioria dos turistas que visitam a Nicarágua são dos Estados Unidos, América Central, América do Sul (sobretudo Brasil e Argentina) e Europa (sobretudo de países Escandinavos, como Dinamarca e Noruega. Segundo o Ministério do Turismo da Nicaragua (INTUR), a cidade colonial de Granada é o destino preferido para os t
uristas. Também o são as cidades de León, Masaya, Rivas e o Río San Juan De Nicaragua, as praias de San Juan del Sur, a ilha de Ometepe, o vulcão Mombacho, as Ilhas do Milho (Corn Island e Little Corn Island), dentre outras, são atrações turísticas principais. Além disso, o ecoturismo e a prática do surfe atraem muitos turistas à Nicarágua.

PONTOS TURÍSTICOS
Cidade de Granada
Granada é uma cidade localizada às margens do Lago Cocibolca, na costa oeste da Nicarágua.
Cidade de Granada
Granada é a capital do departamento de Granada, sua população estimada em 2004 era de 110.000 habitantes, a maioria descendentes de europeus e mestiços de descendentes de europeus. 
Granada foi fundada em 1524 por Francisco Hernandes de Córdoba. Foi uma das primeiras cidades fundadas por europeus em terra firme do continente americano. 
É considerada um dos 25 lugares do mundo que não se deve deixar de visitar. Sua arquitetura colonial e neoclássica são belas e bem conservadas
Parque Nacional Vulcão Masaya 

Parque Masaya
Parque Nacional Vulcão Masaya – localizado à 14km de Managua, o vulcão Masaya domina a paisagem e é cercado por outros pequenos vulcões. Algumas lendas dizem que os indígenas utilizavam esses vulcões para fazer oferendas à Chaciutique, jogando jovens em sua lava.. Os colonizadores espanhóis acreditavam que o vulcão era a porta do inferno, habitação de vários demônios.
Arquipélogo
Arquipélago de Solentiname
Arquipélago de Solentiname – localizado a parte sul do lago de Nicaragua, é o local de uma comunidade estabelecida pelo poeta Ernesto Cardenal. Além de possuir uma reconhecida escola de pinturas primitivista, é um ótimo local para o ciclismo, pescaria ou mesmo para descanso.
Ilhas do Milho
Ilhas do Milho ou Ilhas de Maíz são duas ilhas
Ilhas do Milho
pertencentes à Nicarágua (as ilhas chamam-se Grande e Pequena) com 12 km² e com uma população que ronda os 2.700 habitantes, constituída por caribes negros chamados garifunas. Estão estrategicamente situadas no Mar das Caraíbas, frente à cidade de Bluefields, na Nicarágua. O inglês e o espanhol são as línguas faladas nas ilhas.
A principal actividade económica das ilhas é a pesca. O crescimento do turismo tem afectado às ilhas, sendo a observação dos recifes de coral a sua principal atração.
INFORMAÇÃO E SERVIÇOS
Moeda Oficial: Córdoba
Língua Oficial: A língua oficial é o espanhol
Fuso horário: Seis horas a menos em relação a Brasilia
Vistos Consulares: Brasileiros necessitam de tarjeta de entrada, tanto a turismo como a negócios. É emitida uma tarjeta ao ingressar no país no próprio aeroporto mediante o pagamento de uma taxa, no valor aproximadamente de U$10,00.
Esta tarjeta tem validade de 30 dias para permanecer no país.

Passaporte: deverá estar com validade superior de seis meses a partir da viagem.
Vacinas: para entrar no país é necessária a vacina de Febre Amarela Internacional.
Site Turismo Nicarágua: http://visitnicaragua.us/
Site Nicarágua: http://www.nicaragua.com/

REFERÊNCIAS
WIKIPÉDIA. Nicarágua. Disponível em < http://pt.wikipedia.org/wiki/Nicar%C3%A1gua> Acesso em: 07 de agosto de 2014
CURIOSIDADE, M. Q. 15 curiosidades sobre a Nicarágua. Disponível em< http://maisquecuriosidade.blogspot.com.br/2014/05/15-curiosidades-sobre-nicaragua.html> Acesso em> 07 de agosto de 2014.
PAÍSES. Nicarágua vuelo aventuras. Disponível em < http://paises.hlera.com.br/america-central/nicaragua/curiosidades-sobre-a-nicaragua.htm> Acesso em: 07 de agosto de 2014
.Veja o vídeo sobre a Nicarágua.