Pular para o conteúdo principal

Fases da Vida- Mundo Universitário (Bacharel em Turismo)

Nossa vida é feita de fases e, cada fase possui as suas singularidades, responsabilidades e preocupações. Muitos dizem que a melhor fase da vida é a Universidade, pois se tem a oportunidade de conhecer coisas novas, viver novas experiências, fazer amigos e etc.
Imagem Retirada da Internet (Modificada)
Talvez seja esta a melhor fase. Mas acredito que só sentimos que é ela, quando não estamos nela. Pois ser universitário é uma coisa extremamente intrigante que possuí altos e baixos, alias mais baixos do que altos.
Claro, que o fato de viver coisas novas e o sentimento de liberdade é algo realmente fascinante, mas junto com essas coisas vem mais um monte de responsabilidades, deveres e obrigações.
Como universitário, e acreditando que a maior parte dos universitários, gostariam de ter um fim de semana ou um feriado sem absolutamente nada, relacionado à faculdade, para fazer. Contudo a nossa vida não é bem assim.
Logo na primeira semana de aula os professores já passam fichamentos, mapas conceituais, trabalhos em campo, trabalhos de pesquisa, relatórios, seminários, grupos de discussão e etc, e ainda já fazem o calendário do semestre, mencionando os dias de provas.
Isso quando você só tem a graduação. Mas, se você participa de projetos de extensão ou de uma Empresa Junior, seus afazeres acadêmicos podem ser ainda piores. E claro você como um bom aluno, e sempre pensando no currículo, sempre tem um projeto de Iniciação Cientifica ou um Artigo Científico para escrever.
Tirando essas coisas (graduação, projeto de extensão, empresa júnior, artigo científico e iniciação científica) que provavelmente ocupam 60% do seu tempo, você ainda tem uma coisa chamada vida social (ou talvez tenha), que provavelmente vai ocupar 10% do seu tempo.
Fora isso, nós ainda temos nossas queridas Repúblicas ou Kit Net’s, que temos que arrumar, lavar, passar, cozinhar, fazer compra e organizar (dado que não temos nossos pais por perto). Então só a vida doméstica deve ocupar mais uns 15% do nosso tempo.
Até ai tudo bem, mas ainda faltam 15%, esses estimados 15% são para as suas necessidades humanas, sendo uma delas prioritariamente “Dormir”. Só que esse tempo é muito pouco para uma boa noite de sono, sendo assim, provavelmente ocorrerá três coisas: 1º O estudante retira a sua “Vida Social”; 2º O estudante diminui seus afazeres domésticos; 3º O estudante diminui seu tempo de estudo e aplica-o na sua vida social e nos 15% (isso é o que mais ocorre).
Claro, que o exemplo de tempo que mencionei faz referencia a uma Universidade Publica, ou talvez a uma faculdade que você não precise trabalhar, pois se precisar... Provavelmente você vive 26h no dia.
Outro fato bem interessante, é que algumas profissões ocupam mais tempo dos seus discentes do que outras. Mas, muitos se enganam em achar que o curso de Turismo não nos sufoca. Sim, por incrível que possa parecer nós estudamos, e muito.

Quando vamos fazer uma visita técnica, mal sabem os estudantes de outros cursos, que temos que fazer mais de 15 relatórios relacionados à apenas 5h de visita. Mal sabem também, que temos que ler textos históricos, antropológicos, sociológicos, geológicos e etc, do século XVIII e, o pior, temos que fazer cálculos...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Nicarágua, um paraíso natural

ORIGEM DO NOME, Nicarágua A origem do nome é incerta, já que o país não conta com um registro indígena, podendo-se recorrer somente às crônicas dos primeiros espanhóis. Nessas crônicas fala-se sobre o povo náhuatl que viviam entre o grande lago (chamado de Nicarágua posteriormente) e o Oceano Pacífico; a esta terra eles davam o nome de nic–atl-nahauc que significa "aqui junto a água".



LOCALIZAÇÃO A Nicarágua é um país da América Central, limitado ao norte pelo Golfo de Fonseca (através do qual faz fronteira com El Salvador), Honduras, a leste pelo Mar das Caraíbas, através do qual faz fronteira com o território colombiano de San Andrés e Providencia, a sul com a Costa Rica e a oeste com o Oceano Pacífico. Sua capital é Manágua. TOP 8 CURIOSIDADES -1ª Que futebol que nada! O esporte mais popular da Nicarágua é o beisebol. -2º A bebida típica é o pinolillo, uma bebida feita com milho, cacau, canela e outros ingredientes - 3º No total, a Nicarágua possui nove grandes lagos. Não é sem …

O que fazer depois que acabar a faculdade? Bacharel em Turismo

Após os três, quatro ou cinco anos de faculdade é natural que muitos ainda se perguntem o que vão fazer depois da faculdade, essa pergunta não é privilégio apenas dos futuros turismólogos, muitos e muitos outros futuros profissionais se fazem o mesmo questionamento. Mas falando dos futuros turismólogos, ao longo do curso a grade oferece uma serie de conhecimentos multidisciplinares que possuem o intuito de capacitar o profissional para os diversos meios de atuação do turismólogo. Mas a problemática se insere neste contexto. Algumas profissões como, por exemplo, licenciatura em Matemática, ou você ministra aulas ou vira pesquisador, são apenas duas opções (ou mais), de certa forma fica mais fácil de decidir, assim como biomedicina, ou você trabalha em um laboratório de analises clinicas, ou se torna professor ou se torna pesquisador. Já no turismo a realidade é inversa, em síntese temos os seguintes campos de atuação, cruzeiros, agencias de viagens, docente, poder publico, eventos, hotela…

O Folclore e o Turismo

Mas o que significa e o que é Folclore? Folclore é o conjunto de crenças, superstições, lendas, festas e costumes de um povo passado de geração em geração. A palavra Folclore vem do inglês pela junção das palavras folk (povo) e lore(sabedoria popular) significando sabedoria do povo. O Folclore no Brasil só começou a receber atenção da elite na metade do século XIX, durante o Romantismo. Naquela época, a cultura popular crescia na Europa e Estados Unidos e, baseados nesse interesse, estudiosos brasileiros como Celso de Magalhães e Sílvio Romero pesquisaram as manifestações folclóricas nativas e publicaram estudos. (FOLCLORE, 2010) Você sabia que o Folclore é protegido por lei? Isso mesmo, de acordo com a Constituição Federal de 1988, nos artigos 216 e 215, que relatam sobre o patrimônio cultural brasileiro: “os bens materiais e imateriais, tomados individualmente ou em conjunto, portadores de referência à identidade, à ação, à memória dos diferentes grupos formadores da sociedade brasilei…