segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Por que Turismo? Por: Letícia Coimbra

Uma das coisas que eu vejo em relação a escolha da vida acadêmica que um indivíduo quer ter, é o menosprezo que as pessoas têm para com alguns cursos. É. Isso é uma coisa que incomoda bastante pra quem faz aquele curso que não está entre Administração, Direito, Engenharia, Medicina e alguns outros.
É comum as pessoas falarem "Mas você vai trabalhar onde com esse curso?" Eu estou no 5° período do curso Gestão de Turismo e ouço constantemente "mas o que você queria realmente fazer? Turismo? Óoooooooooo !!!! Que bicho é esse? Pra que serve ? Vai levar as pessoas pra passear na favela ? Dá dinheiro? 'Guia turístico'? Huuummm só viaja né danada?" Bom, é muito triste ver que uma profissão tão importante é muitas vezes desmerecida e em grande parte pelas mesmas pessoas que viajam e querem atender suas expectativas no destino que escolheram para viajar.
Pela falta de informação, as pessoas acham que o curso de Turismo não serve para muita coisa e desconhecem que a sua viagem depende de vários fatores e que sem o estudo deles, aquela ida a praia que tanto foi planejada pode ser um fracasso e até mesmo o próprio desenvolvimento de uma cidade pode ser colocado em risco devido a falta de planejamento para o Turismo.
Está atividade econômica é hoje responsável por 1 a cada 9 empregos no mundo. Hotel e restaurante? Sim. Hotéis e restaurantes são importantes geradores de emprego para Turismo, mas o turista também vai ao supermercado, à padaria, à farmácia e por aí vai. Se a demanda de turista aumenta, é preciso mais funcionários em vários empreendimentos que não estão diretamente ligados a ele, é um ciclo onde várias pessoas são beneficiadas.
O Turismo foi cogitado pela ONU no final do ano passado como uma possível solução para o desenvolvimento sustentável das cidades. (Nossa! Aleluia! Há quanto tempo os Turismólogos estão falando isso!). Se bem planejado, ele pode ser uma importante ferramenta na preservação do patrimônio, da história local e isso faz com que a comunidade também se beneficie dos lucros gerados pelo mesmo.
E aí você deve estar pensando: Já acabou, Jéssica? Na verdade não. Eu poderia escrever um livro com a relevância de um profissional do Turismo atuando na área, porém o que acontece, é que não há muito disso na realidade. E por isso, muitas pessoas reclamam de uma má experiência em determinado lugar para o qual viajou. É necessário que haja pesquisa, planejamento e organização da atividade turística, até pra melhor aproveitar a potencialidade do destino em relação aos segmentos (Turismo de aventura, Turismo rural, Turismo de negócios e etc.), e não há ninguém melhor pra realizar este estudo que um profissional formado.
O Turismo pode desenvolver o transporte, infraestrutura, atrativos naturais e culturais, melhorar os eventos, sem contar na melhoria de vida da população. Um dos seus objetivos principais é a valorização da identidade cultural no destino o qual ele está inserido. Então, quando alguém disser que faz ou quer fazer Turismo, não pense que no futuro a sua única opção será colocar um chapéu e segurar um mapa pelas ruínas de Machu Picchu no Peru seguido de uma fileira de japas, porque não. Além de guia de Turismo, o graduado neste curso tem um vasto campo de atuação, com salários que podem ser equivalentes aos de médicos e advogados, por exemplo.

Eu queria fazer Letras, mas o Turismo me escolheu. É maravilhoso descobrir a cada semestre a beleza e as particularidades do curso e embora desvalorizado, espero ver que adiante, os nossos esforços para que essa atividade e a profissão sejam mais reconhecidos, sejam recompensados.

Sobre a Autora

Letícia Coimbra
Aluna do 5º período Gestão de Turismo pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do sudeste de Minas Gerais, campus Barbacena.
Estagiária na Prefeitura Municipal de Dores de Campos – MG na secretaria de Cultura e Turismo e Conselho Municipal de preservação do Patrimônio.
Subcoordenadora do projeto de Educação Patrimonial na rede Municipal de ensino do município de Dores de Campos.
E-mail: