sábado, 1 de agosto de 2015

A Bipolaridade dos Professores de Turismo

Ao longo da faculdade nos deparamos com inúmeras situações inusitadas, algumas nos deixam com muita raiva e outras nos fazem rir absurdamente. O fato de existir professores com bipolaridade é algo, que com certeza, nos deixa louco.
A bipolaridade dos professores de turismo se manifesta de diversas formas, em alguns ela é mais acentuada e em outros é uma bipolaridade camuflada, mas que com certeza você irá perceber. Existem alguns tipos mais comuns:
Professor eu não disse: este professor é aquele que entra na sala em um dia, diz tudo o que devemos fazer e, na outra semana chega e diz o contrario de tudo. Estes professores costumam orientar alunos, pois na primeira orientação esta tudo certo e, na outra ele pede ate para mudar o titulo que ele não concorda.
Professor metodologia: este professor é aquele que no inicio do semestre explica como será as avaliações e no decorrer troca todos os métodos e acaba te passando mais atividades que o planejado.
Professor esquecido: este é aquele que explica todo o trabalho e, depois vem falando que não explicou e altera o modo de realização.
Professora incógnita: este é o professor bipolar mais difícil de lidar, pois esse irá corrigir seu trabalho de acordo com seu humor, então nunca saberemos o que ele quer naquele dia.
Esses são só alguns dos perfils de professores que a faculdade de turismo tem, existem vários e com níveis de bipolaridade diferentes. Devemos saber que pela bipolaridade dos professores quem quase sempre sai prejudicado é o discente, pois nunca sabemos o que eles querem e muito menos para que eles querem, mas temos que fazer.
Ressalta-se que a bipolaridade destes profissionais se manifesta com maior intensidade quando o semestre está acabando, pois os discentes estão atribulados de provas, projetos, trabalhos e etc e, este é o melhor horário para eles atacarem...