sábado, 18 de julho de 2015

Bagagens em: As vilãs da viagem

Algumas vezes na nossa vida podemos optar por vários meios de transporte para chegar ao nosso destino. Contudo, quase sempre as opções serão poucas, dado a distância, segurança e, em especial, o preço que estamos dispostos a gastar.
Para quem viaja a turismo, lazer, negócios, eventos, para visitar parentes ou a trabalho, sabe que geralmente vai acabar entrando em um ônibus. Sabe também, que com um ônibus vem uma série de situações agregadas.
A primeira seria a compra das passagens. Você vai escolhe o melhor poltrona e, consecutivamente, levará a passagem para casa. Provavelmente você irá consultar todos os dias a sua passagem, para ter certeza que ela esta ali, ou vai deixar tudo para ultima hora e pode ate esquecer da passagem.
A bagagem, por sua vez, é algo intrigante, geralmente as mulheres (e alguns homens) extravasam no número e no peso de suas bagagens, que por sua vez ficam perdidas para carrega-las e para tomar conta de todas elas.
Fora isso, as situações começam a ficar inusitadas no terminal rodoviário. Se você está viajando sozinho e precisa ir ao banheiro, e o banheiro possui catraca, você provavelmente irá se apertar e irá ao banheiro do ônibus ou vai tentar confiar em estranhos para que eles olhem a sua bagagem enquanto você vai.
Outro fato é quando você vai embarcar no ônibus, e se não bastasse a fila do embarque, você tem que entrar na fila do despacho de bagagem. Pior ainda, é aquela fitinha que a empresa te fornece que consta que sua bagagem esta guarda, que provavelmente você vai abrir sua mala de mão varias vezes para ver se você não a perdeu.
Desembarcando, tudo fica lindo quando você consegue retirar suas bagagens do bagageiro e seguir seu destino. Mas, você precisa usar o metro, ou talvez algum ônibus coletivo e, é claro as suas bagagens serão suas principais inimigas, pois os ônibus e metrôs tem catraca e muita  (mais muita) gente, que por sua vez estão sem nada nas mãos e andam feito “loucas”.
Entrar em um ônibus ou em um metro não é tarefa fácil, mas o mais difícil é conseguir sair. Existem algumas opções: Você pode ser levado pela multidão e vai descer em um ponto que não é o seu, a multidão pode te impedir de sair e você não vai conseguir descer no seu ponto, ou você fica estrategicamente posicionado ao lado da porta e assim você deixa ser levado pela multidão.
Então o segredo de uma viagem sem dor de cabeça é levar somente o necessário, pois assim você não vai se preocupar com o extravio de bagagens, roubos de pertence e principalmente, sobre o que fazer com as suas bagagens enquanto chega ao seu destino, assim as bagagens não se tornarão suas vilãs.