Pular para o conteúdo principal

Por que você trabalha em sábados, domingos e feriados?

Acho um tanto quanto engraçado quando as pessoas me perguntam: Por que você trabalha em sábados, domingos e feriados?
Bom, existem explicações bem lógicas e outra nem tão lógicas. A primeira é pelo fato de que todos (penso eu) precisam de dinheiro, logo trabalhar em fins de semana, férias, feriados e etc é uma das oportunidades para obter o tão quisto “Money”, “dim dim”, “bufunfa” e o que quiserem chamar.
Mas, por que em sábados, domingos e feriados e não em dias da semana?
Então, eu trabalho com turismo, assim como seus setores, bem como hotelaria, restaurantes e eventos, assim, cabe a mim trabalhar enquanto você está de folga, curtindo uma praia, um jantar romântico em um restaurante, comemorando sua lua de mel, pedindo informações no centro de informações ao turista do seu destino e outras.
Mas, você se sente feliz trabalhando nas férias das pessoas?
Lógico, me sinto realizado. Fiz hospedagem e faço turismo para realizar sonhos e fazer com que cada sonho, sonhado há meses, anos e dias atrás sejam realizados da melhor forma naquele instante, pois se eu não souber realizar da melhor forma o tempo não voltará e eu não terei uma nova oportunidade.
No turismo é fato que trabalhamos nos momentos de lazer das outras pessoas e, os nossos momentos de lazer são em horários, meses e dias alternados aos fluxos turísticos (fato esse que nos permite viajar gastando menos nas baixas temporadas), mas foi isso que escolhemos.
Lembro-me de uma frase que minha professora sempre dizia sobre o turismo “ou ame-o ou deixe-o”, pois não tem meio termo, ou você gosta ou você desgosta.
Eu estudo turismo, mas quando to de férias sempre volto pra minha cidade natal e faço estágio ou uns bicos, então todo fim de semana seja durante o dia estou ocupado. Ai meus amigos vem me questionando que eu não saio com eles, que eu só trabalho em fins de semana ou que eu saio de férias e já vou trabalhar.
Sei que me privo de ir para as baladas, ir passear e dar uns roles, mas eu me encanto em ver os sorrisos dos clientes ao se apaixonar pelo atendimento, ao estar naquele momento comemorando, se divertindo... A diversão deles é a minha diversão, o sorriso deles é o meu sorriso e o meu atendimento é o que fará a diferença para aquela noite ser de sucesso ou não...
No final do dia, lá pras 2 da manhã eu sento com os barmans e com os garçons e digo – Serviço cumprido!
Apaixono-me em atender as pessoas, me apaixono em vê-las feliz e saber que eu fui parte disto...

Então meus amigos, amo vocês, mas além de precisar de dinheiro, amo fazer o momento de outras pessoas mais feliz!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Nicarágua, um paraíso natural

ORIGEM DO NOME, Nicarágua A origem do nome é incerta, já que o país não conta com um registro indígena, podendo-se recorrer somente às crônicas dos primeiros espanhóis. Nessas crônicas fala-se sobre o povo náhuatl que viviam entre o grande lago (chamado de Nicarágua posteriormente) e o Oceano Pacífico; a esta terra eles davam o nome de nic–atl-nahauc que significa "aqui junto a água".



LOCALIZAÇÃO A Nicarágua é um país da América Central, limitado ao norte pelo Golfo de Fonseca (através do qual faz fronteira com El Salvador), Honduras, a leste pelo Mar das Caraíbas, através do qual faz fronteira com o território colombiano de San Andrés e Providencia, a sul com a Costa Rica e a oeste com o Oceano Pacífico. Sua capital é Manágua. TOP 8 CURIOSIDADES -1ª Que futebol que nada! O esporte mais popular da Nicarágua é o beisebol. -2º A bebida típica é o pinolillo, uma bebida feita com milho, cacau, canela e outros ingredientes - 3º No total, a Nicarágua possui nove grandes lagos. Não é sem …

O que fazer depois que acabar a faculdade? Bacharel em Turismo

Após os três, quatro ou cinco anos de faculdade é natural que muitos ainda se perguntem o que vão fazer depois da faculdade, essa pergunta não é privilégio apenas dos futuros turismólogos, muitos e muitos outros futuros profissionais se fazem o mesmo questionamento. Mas falando dos futuros turismólogos, ao longo do curso a grade oferece uma serie de conhecimentos multidisciplinares que possuem o intuito de capacitar o profissional para os diversos meios de atuação do turismólogo. Mas a problemática se insere neste contexto. Algumas profissões como, por exemplo, licenciatura em Matemática, ou você ministra aulas ou vira pesquisador, são apenas duas opções (ou mais), de certa forma fica mais fácil de decidir, assim como biomedicina, ou você trabalha em um laboratório de analises clinicas, ou se torna professor ou se torna pesquisador. Já no turismo a realidade é inversa, em síntese temos os seguintes campos de atuação, cruzeiros, agencias de viagens, docente, poder publico, eventos, hotela…

O Folclore e o Turismo

Mas o que significa e o que é Folclore? Folclore é o conjunto de crenças, superstições, lendas, festas e costumes de um povo passado de geração em geração. A palavra Folclore vem do inglês pela junção das palavras folk (povo) e lore(sabedoria popular) significando sabedoria do povo. O Folclore no Brasil só começou a receber atenção da elite na metade do século XIX, durante o Romantismo. Naquela época, a cultura popular crescia na Europa e Estados Unidos e, baseados nesse interesse, estudiosos brasileiros como Celso de Magalhães e Sílvio Romero pesquisaram as manifestações folclóricas nativas e publicaram estudos. (FOLCLORE, 2010) Você sabia que o Folclore é protegido por lei? Isso mesmo, de acordo com a Constituição Federal de 1988, nos artigos 216 e 215, que relatam sobre o patrimônio cultural brasileiro: “os bens materiais e imateriais, tomados individualmente ou em conjunto, portadores de referência à identidade, à ação, à memória dos diferentes grupos formadores da sociedade brasilei…