Pular para o conteúdo principal

Entrevista Planeta Turismo com Ruy Façanário

Logotipo do Programa
A equipe a Arte do Turismo e da Hotelaria entrevistou o apresentador Ruy Façanário do Programa Planeta Turismo que é apresentado em todos os domingos a 7h 30min no Sistema Brasileiro de Televisão (SBT).
Segundo o texto exposto no Site do Programa:
Arquivo Pessoal
“Nossa história começa em 1995, quando então surge o Programa Camping & Lazer, com o objetivo de mostrar alternativas de turismo, em especial o campismo, na então Rede Mulher de TV. Esse programa ficou do ar até o final de 2000, quando saímos e observamos que o nome precisava ser maior, que atendesse mais demandas do turismo e ai surge o Planeta Turismo. Passando por umas Tvs a Cabo entre 2000 e 2001.Em 2002 acontece a estreia no SBT, fase muito importante onde o programa se consolidou, em 2003 recebe o prêmio de melhor programa de turismo da TV, o que motiva ainda mais toda a equipe  pra seguir mostrando o melhor do turismo no Brasil e no mundo.
Foram quase 5 anos no SBT, saindo no final de outubro de 2006.
Em 2007 o Planeta Turismo passa pela TVJB, e em 2008 chega à TV Cultura, ganhando mais um selo de qualidade.
Arquivo Pessoal
Em 2009 faz sua estreia da Rede TV! onde permanece por quase dois anos.
Agora em 2014 o Planeta Turismo volta com toda força nas manhãs de domingo do SBT, prometendo muita aventura e emoção, escrevendo mais uma página da sua história.”
Na entrevista Ruy conta as suas experiências, carreira, dia a dia e ainda dá conselhos para os profissionais e futuros profissionais. Acompanhe a entrevista na integra:
1.    Ruy você possui formação na área? Se sim, qual?
Sou formado em Psicologia, tendo atuado por 8 anos na área antes de me tornar apresentador, depois me especializei em marketing, voltado para o turismo
2.    O que fez você a escolher o turismo como profissão? Tinha outra profissão em mente antes do turismo?
Como respondi anteriormente, acho que o turismo me escolheu depois que comecei e é um orgulho poder mostrar isso na TV.
Arquivo Pessoal
3.    O programa surgiu em 1995, que era apresentado na então Rede Mulher na TV, mas o antigo nome era Campismo e Lazer. Ruy a partir de que surgiu a ideia de realizar esses programas?
A ideia surgiu de uma brincadeira entre amigos e ai fui acreditando que seria possível fazer algo, mas nunca imaginei que iria tão longe, entendo que construímos algo especial, mostrar nosso turismo, de uma forma leve e descontraída, em 2000 mudamos o nome, pois atingíamos todo tipo de turismo, o que fortaleceu o trabalho.
4.    No inicio como eram o procedimento do programa, você fazia as viagens e mostrava as principais características do local?
No inicio começamos com os campings, mostrando essa modalidade de turismo, mas ai vimos que podia ir bem além, as viagens aconteciam e sempre buscava mostrar coisas diferentes de cada lugar, sempre no improviso, o que acabou dando certo,
5.    Nota-se que durante a sua carreira você ganhou alguns prêmios de melhor programa de turismo, a que você dedica esses prêmios?
Ao trabalho, muita dedicação e amor no que faço.
Arquivo Pessoal
6.    Para você qual é a importância de conhecer outros lugares, nova culturas e novos hábitos?
Esse conhecimento não tem preço, as histórias, os lugares, enfim, levar coisas boas para as pessoas de um forma geral, me abasteço e levo essa energia para todos que gostam desse trabalho.
7.    Em que sentido você acredita que o turismo possa interferir na vida dos viajantes?
O turismo tem que ser visto como uma grande indústria e nosso país tem essa vocação natural, falta incentivo, pois com certeza vai gerar emprego em todos os setores, o turismo é capaz disso, muitas regiões podiam se desenvolver ainda mais com o turismo, formar mão de obra, capacitar as pessoas e os investimentos em hotéis, pousadas, restaurantes, enfim, é uma grande máquina.
Arquivo Pessoal
8.    Ruy, a sua carreira e o seu trabalho são admirados pela maioria dos futuros turismólogos. Qual é a receita do sucesso? Qual conselho você dá para os futuros profissionais que almejam ganhar nome na área?
Que acreditem no turismo, e pensem o turismo além das coisas acadêmicas, pois nem sempre da para aplicar e temos que ter a sabedoria de entender cada lugar. Com isso a receita a trabalho e muita dedicação.
9.    Atualmente quantas pessoas trabalham com você?
Umas dez pessoas
Arquivo Pessoal
10. Sobre a sua reestreia no SBT, da nova temporada tem algum lugar que você visitou que realmente te encantou? Quais são os desafios dessa empreita?
São muitos, cada um com sua característica, sou apaixonado pelo Brasil.
11.  Como é o dia a dia de filmagens?
Começa sempre muito sedo, por volta das 6h e só termina quando o sol se põe, a natureza é assim, temos que interagir o tempo todo, por isso o programa acontece. Empenho e dedicação.

AGRADECIMENTO
A Equipe A Arte do Turismo e da Hotelaria fica lisonjeado com a entrevista com o apresentador Ruy Façanário, desejamos muito sucesso em sua carreira e boas novas ao programa. Agradecemos a simpatia e cordialidade

CONTATO
Programa Planeta Turismo: diretoria@planetaturismo.com
Site Planeta Turismo: http://www.planetaturismo.com/
Facebook Planeta Turismo: https://www.facebook.com/pages/Programa-Planeta-Turismo-Ruy-Fa%C3%A7anario/134031129965773?fref=ts
Acompanhe os programas do Planeta Turismo: https://www.youtube.com/user/ruyplaneta
Contato A Arte do Turismo e da Hotelaria: Leonardo.giovane@hotmail.com
A Arte do Turismo e da Hotelaria no Facebook: https://www.facebook.com/pages/A-Arte-do-Turismo-e-da-Hotelaria/815870901760518?fref=ts
Todos os direitos reservados

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Nicarágua, um paraíso natural

ORIGEM DO NOME, Nicarágua A origem do nome é incerta, já que o país não conta com um registro indígena, podendo-se recorrer somente às crônicas dos primeiros espanhóis. Nessas crônicas fala-se sobre o povo náhuatl que viviam entre o grande lago (chamado de Nicarágua posteriormente) e o Oceano Pacífico; a esta terra eles davam o nome de nic–atl-nahauc que significa "aqui junto a água".



LOCALIZAÇÃO A Nicarágua é um país da América Central, limitado ao norte pelo Golfo de Fonseca (através do qual faz fronteira com El Salvador), Honduras, a leste pelo Mar das Caraíbas, através do qual faz fronteira com o território colombiano de San Andrés e Providencia, a sul com a Costa Rica e a oeste com o Oceano Pacífico. Sua capital é Manágua. TOP 8 CURIOSIDADES -1ª Que futebol que nada! O esporte mais popular da Nicarágua é o beisebol. -2º A bebida típica é o pinolillo, uma bebida feita com milho, cacau, canela e outros ingredientes - 3º No total, a Nicarágua possui nove grandes lagos. Não é sem …

O que fazer depois que acabar a faculdade? Bacharel em Turismo

Após os três, quatro ou cinco anos de faculdade é natural que muitos ainda se perguntem o que vão fazer depois da faculdade, essa pergunta não é privilégio apenas dos futuros turismólogos, muitos e muitos outros futuros profissionais se fazem o mesmo questionamento. Mas falando dos futuros turismólogos, ao longo do curso a grade oferece uma serie de conhecimentos multidisciplinares que possuem o intuito de capacitar o profissional para os diversos meios de atuação do turismólogo. Mas a problemática se insere neste contexto. Algumas profissões como, por exemplo, licenciatura em Matemática, ou você ministra aulas ou vira pesquisador, são apenas duas opções (ou mais), de certa forma fica mais fácil de decidir, assim como biomedicina, ou você trabalha em um laboratório de analises clinicas, ou se torna professor ou se torna pesquisador. Já no turismo a realidade é inversa, em síntese temos os seguintes campos de atuação, cruzeiros, agencias de viagens, docente, poder publico, eventos, hotela…

O Folclore e o Turismo

Mas o que significa e o que é Folclore? Folclore é o conjunto de crenças, superstições, lendas, festas e costumes de um povo passado de geração em geração. A palavra Folclore vem do inglês pela junção das palavras folk (povo) e lore(sabedoria popular) significando sabedoria do povo. O Folclore no Brasil só começou a receber atenção da elite na metade do século XIX, durante o Romantismo. Naquela época, a cultura popular crescia na Europa e Estados Unidos e, baseados nesse interesse, estudiosos brasileiros como Celso de Magalhães e Sílvio Romero pesquisaram as manifestações folclóricas nativas e publicaram estudos. (FOLCLORE, 2010) Você sabia que o Folclore é protegido por lei? Isso mesmo, de acordo com a Constituição Federal de 1988, nos artigos 216 e 215, que relatam sobre o patrimônio cultural brasileiro: “os bens materiais e imateriais, tomados individualmente ou em conjunto, portadores de referência à identidade, à ação, à memória dos diferentes grupos formadores da sociedade brasilei…