Pular para o conteúdo principal

Revolução Constitucionalista 1932- Turismo Rural

Na divisa do Estado de São Paulo com o sul de Minas Gerais se situa a Joia da Mantiqueira, mas conhecida como a Estância Turística de Joanópolis ou Terra do Lobisomem.  Uma cidade com um potencial turístico notável, bem como o turismo cultural, histórico, religioso, ecológico, aventura, rural e muitos outros.
Foto: KK. Alcover
No eixo do turismo histórico/cultural o município já foi palco de grandes acontecimentos históricos, bem como a visita dos bandeirantes na marcha para Minas Gerais, à expansão cafeeira e a revolução constitucionalista de 1932.
Em síntese a Revolução Constitucionalista foi à reação da elite paulistana ao governo de Getúlio Vargas. Após o golpe de estado de 1930 aumenta muito a insatisfação dos paulistas, por Vargas aumentou o poder e elegeu interventores para cada estado. Dessa forma os paulistas esperavam as eleições há dois anos, mas elas não ocorreram e o governo provisório se mantinha.
Vargas não atendia as manifestações da elite paulistana, bem como dos estudantes, comerciantes e profissionais liberais, dando origem a uma serie de manifestações de rua e, em 23 de maio de 1932 em uma manifestação houve uma forte repressão policial, ocasionando a morte de quatro estudantes (Martins, Miragaia, Dráusio e Camargo), as iniciais deles tornaram o símbolo da revolução MMDC.
Foto: KK. Alcover
Assim em 9 de julho de 32 tem inicio a Revolução Constitucionalista. Os combates ocorreram no Estado de São Paulo, na região do Sul de Minas e no sul do Mato Grosso. As reivindicações dos paulistas eram a elaboração de uma nova Constituição e a convocação de eleições para presidentes. Exigiam também, de imediato, a saída do interventor pernambucano João Alberto e a nomeação de um interventor paulista, além da instauração da democracia.
Os paulistas só possuíam apoio do sul do estado do Mato Grosso e teve que combater as forças federais. A revolução chega ao fim em 28 de setembro de 1932 com a rendição de São Paulo e com mais de três mil brasileiros mortos e cinco mil feridos. (HISTORIA, 2014)
Foto: KK.Alcover
Neste contexto se insere a importância do turismo em resgatar, perpetuar e transmitir essa memória tanto para as futuras gerações, quanto aos turistas que por aqui passam. A partir desse conceito foi realizado o 3º Festival de Gastronomia Rural de Joanópolis com a temática “Joanópolis resgata a Revolução de 32 e a culinária da roça”.
O evento foi organizado pela a 4º Turma do curso de Turismo Rural- SENAR sob coordenação da Prof. Ms. Cândida Baptista, realizado no Espaço CanCan no Bairro do CanCan no dia 14 de novembro de 2014.
Segundo a Professora a ideia da temática do evento surgiu após analisar a árvore genealógica das famílias dos alunos. Ela ainda afirma que os convidados tiveram o privilégio de conhecer o bairro, conhecer um pouco mais sobre a revolução e desfrutar a culinária típica da roça.
O programa além de objetivo capacitar o produtor rural para receber o turista, pautando pelo eixo histórico/cultural, permite o aluno conhecer melhor a historia da sua região e na pratica permite a ele absorver técnicas de transmitir esse conhecimento.
Foto: KK. Alcover
Analisando pelo lado do ouvinte (turista/convidado) as informações que estão sendo expostas são triviais para se entender o histórico da região, o modo de vida e, sobretudo entender como se deu o que conhecemos hoje.
Transmitir valores históricos fomenta o conhecimento do transmissor e do receptador, além disso, contribui para a perpetuação e o resgate das memórias. Visto que ações que estimulam o conhecimento da trajetória dos nossos antepassados se encontram mais escassas no contexto atual.



REFERÊNCIAS

HISTORIA, Café. Revolução Constitucionalista de 1932, Revolução de 32 ou Guerra Paulista. Disponível em < http://cafehistoria.ning.com/profiles/blogs/1980410:BlogPost:1046182> Acesso em: 21 de novembro de 2014.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Nicarágua, um paraíso natural

ORIGEM DO NOME, Nicarágua A origem do nome é incerta, já que o país não conta com um registro indígena, podendo-se recorrer somente às crônicas dos primeiros espanhóis. Nessas crônicas fala-se sobre o povo náhuatl que viviam entre o grande lago (chamado de Nicarágua posteriormente) e o Oceano Pacífico; a esta terra eles davam o nome de nic–atl-nahauc que significa "aqui junto a água".



LOCALIZAÇÃO A Nicarágua é um país da América Central, limitado ao norte pelo Golfo de Fonseca (através do qual faz fronteira com El Salvador), Honduras, a leste pelo Mar das Caraíbas, através do qual faz fronteira com o território colombiano de San Andrés e Providencia, a sul com a Costa Rica e a oeste com o Oceano Pacífico. Sua capital é Manágua. TOP 8 CURIOSIDADES -1ª Que futebol que nada! O esporte mais popular da Nicarágua é o beisebol. -2º A bebida típica é o pinolillo, uma bebida feita com milho, cacau, canela e outros ingredientes - 3º No total, a Nicarágua possui nove grandes lagos. Não é sem …

O que fazer depois que acabar a faculdade? Bacharel em Turismo

Após os três, quatro ou cinco anos de faculdade é natural que muitos ainda se perguntem o que vão fazer depois da faculdade, essa pergunta não é privilégio apenas dos futuros turismólogos, muitos e muitos outros futuros profissionais se fazem o mesmo questionamento. Mas falando dos futuros turismólogos, ao longo do curso a grade oferece uma serie de conhecimentos multidisciplinares que possuem o intuito de capacitar o profissional para os diversos meios de atuação do turismólogo. Mas a problemática se insere neste contexto. Algumas profissões como, por exemplo, licenciatura em Matemática, ou você ministra aulas ou vira pesquisador, são apenas duas opções (ou mais), de certa forma fica mais fácil de decidir, assim como biomedicina, ou você trabalha em um laboratório de analises clinicas, ou se torna professor ou se torna pesquisador. Já no turismo a realidade é inversa, em síntese temos os seguintes campos de atuação, cruzeiros, agencias de viagens, docente, poder publico, eventos, hotela…

O Folclore e o Turismo

Mas o que significa e o que é Folclore? Folclore é o conjunto de crenças, superstições, lendas, festas e costumes de um povo passado de geração em geração. A palavra Folclore vem do inglês pela junção das palavras folk (povo) e lore(sabedoria popular) significando sabedoria do povo. O Folclore no Brasil só começou a receber atenção da elite na metade do século XIX, durante o Romantismo. Naquela época, a cultura popular crescia na Europa e Estados Unidos e, baseados nesse interesse, estudiosos brasileiros como Celso de Magalhães e Sílvio Romero pesquisaram as manifestações folclóricas nativas e publicaram estudos. (FOLCLORE, 2010) Você sabia que o Folclore é protegido por lei? Isso mesmo, de acordo com a Constituição Federal de 1988, nos artigos 216 e 215, que relatam sobre o patrimônio cultural brasileiro: “os bens materiais e imateriais, tomados individualmente ou em conjunto, portadores de referência à identidade, à ação, à memória dos diferentes grupos formadores da sociedade brasilei…